fbpx

Datacenter do SEF não fica no IPG vai para o Porto

O Instituto Politécnico da Guarda já não vai acolher nas suas instalações os servidores do Datacenter (centro de dados) do SEF. A solução tratar-se-ia de um serviço de disaster recovery, ou seja, um Data center de segurança para recuperação de dados do SEF em caso de ataque ou desastre que afete os servidores principais.

Os servidores de reserva do SEF serão instalados no Porto. O IPG já não vai dar formação aos quadros do SEF. O SEF e o IPG celebraram um protocolo de colaboração, o qual previa a colaboração nas áreas da formação e requalificação em matérias de segurança e comunicações.

Os servidores das bases de dados da GNR, PSP e SEF vão deixar de estar nas sedes das polícias para ser concentradis” num único edifício do ministério da Administração Interna (MAI), por decisão do governo.

Será criado um data center suplementar (Recovery), que duplica todo o conteúdo dos servidores das polícias, nas instalações das IP-Telecom, empresa das Infraestruturas de Portugal, de Contumil, Porto. A razão invocada são a maior garantia de segurança das instalações e a falta de certificação dos técnicos que iriam operar na Guarda.

%d bloggers like this: