fbpx

CÂMARA DA GUARDA CONTRATA “JOTINHA LARANJA”

Facebook

CÂMARA DA GUARDA CONTRATA “JOTINHA LARANJA” sem publicar contrato e indica funções futuras que este irá realizar

A câmara da Guarda contratou por ajuste direto Angelo Videira, o candidato derrotado da JSD, para elaborar candidaturas no âmbito do “programa Erasmus”. Indicou que não existem quadros da autarquia capazes disponíveis para a execução desta tarefa.

A avença estabelecida foi no montante de €4900 + IVA. O Presidente da Câmara da Guarda diz que a autarquia não tinha recursos humanos disponíveis para a elaboração destas candidaturas.

O Presidente da câmara da Guarda, confirmou este procedimento contratual, para “a elaboração de candidaturas Erasmus e acrescenta que até foi em consonância com as autuais estruturas da JSD”.

Carlos Chaves Monteiro diz também que “houve a necessidade da autarquia pagar outros custos, nomeadamente viagens, alojamento e refeições”, pelo que a contratação acresce custos adicionais não incluídos.

Carlos Chaves Monteiro justifica a contratação “com o perfil indicado para os requisitos solicitados”. Não se conhecendo nenhuma habilitação académica ou experiencia profissional do Angelo Videira que certifique as suas competências nesta área de “relações internacionais ou candidaturas a projetos europeus desta natureza”. Carlos Chaves Monteiro, reforça que a título experimental “porque a Guarda não tem feito nada nesta área temática”. Segundo o perfil público da rede social LinkedIN não terá terminado qualquer formação académica na área nem possui experiencia profissional na elaboração de candidaturas a projetos europeus.

Sendo que o candidato já está na calha para “outro projeto Municipal a lançar no futuro” a “loja da europa”. Não se compreende se esta necessidade de recursos humanos, é estendida durante o tempo existe porque a autarquia não realiza um concurso público para o preenchimento dessa vaga, aumentando a transparência na contratação pública.

Até hoje, o contrato por “ajuste simplificado” não foi publicado no portal das contratações públicas. Outros contratos celebrados pela autarquia depois deste contrato foram prontamente publicados. O que “levanta dúvidas” e estará a adensar a “dúvida da legalidade e sentido” na contratação deste elemento dentro do próprio PSD.

Fonte: Radio F

Fonte: Imagens, Facebook, acesso público Angelo Videira