fbpx

GUARDA: perde 150 empresas entre 2009 e 2017





Relatório: AVALIAÇÃO DA EXECUÇÃO DO PLANO DIRETOR MUNICIPAL DA GUARDA, março de 2019

O Município da Guarda, no relatório de AVALIAÇÃO DA EXECUÇÃO DO PLANO DIRETOR MUNICIPAL DA GUARDA, de março de 2019, informa que concelho perdeu 150 empresas, entre 2009 e 2017.

Segundo informação do INE, o número de empresas com sede no concelho da Guarda registou uma quebra de cerca de 150 empresas entre 2009 e 2017.

Número de Empresas na Guarda por sector de atividade, 2009 vs 2017
Número de Empresas na Guarda por sector de atividade, 2017 em percentagem (%)

A diminuição do número de empresas, só não foi mais elevada por ter havido um aumento do número de empresas no ramo da Agricultura, produção animal, caça, floresta e pesca (+410 empresas).

Quase todos os ramos de atividade registaram perdas do número de empresas, com especial incidência nos ramos da Construção Civil (-206 empresas), do ramo da Educação (-183 empresas) e do ramo do Comércio (-150 empresas).

O crescimento do número de empresas registou-se também nos ramos de Atividades de saúde humana e apoio social (+44 empresas) e Eletricidade (+24 empresas)

Das 4 546 empresas existentes no concelho em 2017, 898 (20%) eram do ramo do Comércio, 547 (12%) pertenciam à Agricultura, produção animal, caça, floresta e pesca e 461 (10%) ao ramo das Atividades de consultoria, científicas, técnicas e similares, sendo estes os 3 ramos onde existiam maior número de empresas. Existindo um ligeiro aumento do número de postos de trabalho em algumas áreas, Call-Center, apoio a idosos e essencialmente agricultura, produção animal, caça, floresta e pesca.