fbpx

GUARDA: depressão Alex queda de árvores

 

A depressão Alex já provocou alguns estragos se fizeram sentir com maior intensidade no Interior do país, onde a Proteção Civil registou dezenas de quedas de árvores.

 

Na Guarda, a Proteção Civil contabilizou também a queda de quatro árvores, mas estes impactos só se começaram a sentir ao início da manhã, por volta das 6h40.

 

A proteção civil da Guarda indica que foram 11 ocorrências durante a noite. Os bombeiros foram acionados pelas 10:54 para uma queda de árvore na freguesia de Gonçalo. Limpeza e queda de Árvore na Guarda.

 

No concelho de Trancoso, na freguesia de Tamanhos ocorreu o despiste de uma viatura.

 

Os bombeiros procederam à Limpeza de Via e Sinalização de Perigo no concelho da Meda, freguesia do Outeiro de Gatos e Fonte Longa devido ao mau tempo que se faz sentir.

 

 

De acordo com a informação avançada pelo CDOS, entre as 3h50 e as 8h20 desta sexta-feira, foi registada a queda de 10 árvores e de um andaime, contudo não há feridos a registar.

 

A Proteção Civil indica que, a nível nacional, foram contabilizadas 60 ocorrências.

 

O IPMA prevê hoje e sábado a ocorrência de chuva e vento fortes, em Portugal continental, devido à passagem da depressão Alex, assim como agitação marítima forte.

 

De acordo com o Instituto, os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Vila Real, Bragança, Viseu, Guarda, Coimbra, Castelo Branco, Leiria e Lisboa vão estar sob aviso amarelo até às 18h00 de hoje devido à previsão de vento forte, que podem atingir os 90/110 quilómetros por hora nas terras altas.

 

O IPMA emitiu também aviso amarelo para os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Coimbra, Leiria e Lisboa por causa da agitação marítima, prevendo-se ondas de noroeste com 4 a 5 metros, até às 06h00 de sábado.