As notícias da Guarda mais perto de Si 86d4e63d557e44029786b77c5bab0cb3

NOBEL: da física 2020

 

O Prémio Nobel da Física vai para Roger Penrose pela descoberta dos buracos negros, que confirmaram Einstein, e para Reinhard Genzel e Andrea Ghenz pelo estudo do “objeto supermassivo” no centro da Via Láctea – “pela descoberta de um objeto compacto supermassivo no centro da nossa galáxia”.

 

Física vai para Roger Penrose “para a descoberta de que a formação de buracos negros é uma predição robusta da Teoria da Relatividade Geral”; e para Reinhard Genzel e Andrea Ghenz.

 

Prémio Nobel da Física 2020

Roger Penrose provou que os buracos negros (regiões do espaço-tempo em que o campo gravitacional é tão intenso que nada, nem mesmo a luz, lhe escapa) são uma consequência direta da Teoria da Relatividade Geral de Albert Einstein, um cientista que nem sequer acreditava que estes corpos existiam.

 

Foi Penrose que, muito depois da morte de Einstein, descreveu pela primeira vez os buracos negros como singularidades — pontos no espaço cuja dinâmica não pode ser completamente compreendida porque todas as leis da física se quebram.

 

A outra metade do prémio vai para Reinhard Genzel e Andrea Ghez, dois astrónomos que estudaram a Sagitário A *, uma região no centro da Via Láctea onde habita um “objeto supermassivo”, com a massa de quatro milhões de sóis concentrada num espaço não maior que o Sistema Solar, que obriga as estrelas a mover-se a velocidades estonteantes.

 

Fizeram-no utilizando tecnologia de ponta que lhes permitiu olhar para uma região coberta de gases e poeiras interestelares.

 

David Haviland, presidente do Comité Nobel de Física, considerou que estas descobertas “abriram novos caminhos no estudo de objetos compactos e supermassivos”: “Estes objetos exóticos ainda colocam muitas questões que imploram por respostas e motivam investigações futuras. Não apenas questões sobre sua estrutura interna, mas também questões sobre como testar a nossa teoria da gravidade sob as condições extremas nas imediações de um buraco negro”.

 

(Fim do artigo – www.guardanoticias.pt – As notícias da Guarda no Facebook e Twiter).