fbpx

GUARDA: Movimento Partido Ibérico – mPI e Íber

 

Movimento Partido Ibérico – mPI e o Partido Ibérico – Íber – Guarda

 

O Movimento Partido Ibérico – mPI e o Partido Ibérico – Íber marcaram presença na Guarda, durante a realização da Cimeira Luso-Espanhola. Reivindica a autoria da proposta de medida do “estatuto do Trabalhador Transfronteiriço”.

O mPI é um movimento que pretende “romper com o sistema instituído, de forma a dar início a uma nova era de esperança e prosperidade em Portugal e Espanha e em todos os países Iberófonos”.

 

O mPI pretende ser a antecâmara de um partido de poder “com aspirações a governar e assim libertar todos os Ibéricos da escravidão que estão a ser reduzidos pelos poderes especulativos sem pudor, sem que os atuais responsáveis, pelas nossas nações, mostrem capacidade para travar esta ignomínia”.

 

O estatuto do Trabalhador Transfronteiriço é uma “medida apresentada à sociedade inserida nas `111 medidas para o Entendimento Ibérico´, apresentadas pelo mPI e pelo Íber na Cimeira de Vila Real, em 2017”, refere em nota à Comunicação Social.

 

 

Aproveitou para, acrescentar que “ainda assim, para o mPI e para o Íber, o ideal seria o estatuto de `Cidadão Transfronteiriço´ que seria uma descriminação positiva num território fustigado pela desertificação e, por isso, um balão de oxigénio para toda a raia, dado que, as vantagens da abolição de processos e constrangimentos burocráticos, iria trazer simplicidade ao funcionamento das relações transfronteiriças com evidentes vantagens para as populações locais”.

 

 

 

 

%d bloggers like this: