fbpx

PCP: Falta na Guarda apoio para “comportamentos aditivos”

 

Uma delegação do PCP encabeçada pela deputada no Parlamento Europeu Sandra Pereira esteve ontem em reunião com elementos do Centro de Resposta Integrada da Guarda (CRI) que acompanha as questões das adições e toxicodependência no distrito.

 

O PCP “confirmou, mais uma vez, que a extinção do IDT constituiu um retrocesso na estratégia de prevenção e tratamento das dependências”. “Agravaram-se as carências, sobretudo de profissionais, ficou mais difícil coordenar estratégias nacionais de combate à adição”, referem na nota.

 

“Verificou a importância dos serviços de proximidade nesta área, em particular num distrito como a Guarda, com grande área e sem transportes regulares”, apontou o Deputada.

 

Constatou que os “serviços têm dado resposta muito pelo brio dos seus profissionais, muitas vezes usando meios próprios para assegurar proximidade e qualidade”.

 

Assim, o PCP reafirma a sua “proposta de criação de uma estrutura na área dos comportamentos aditivos para reforçar a estratégia nacional de coordenação, planeamento, investigação e intervenção nos comportamentos aditivos e dependências, acompanhada do investimento necessário”, refere na nota.

 

 

 

%d bloggers like this: