As notícias da Guarda mais perto de Si

GUARDA: O estado do(s) PSD(s)

 

 

O mecanismo da evolução de Charles Darwin materializado em “a origem das espécies” não só esclarece a forma como todos os seres vivos aparecem no planeta mas como e porquê esses organismos se tornam mais complexos ao longo do tempo.

 

(*) Nuno Fonseca Ferreira

Licenciado e Mestre em Engenharia Eletrónica e Telecomunicações

Master of Business Administration

 

A reprodução, que conduz à próxima geração, não gera cópias exatas dos progenitores. A seleção natural escolhe de forma impiedosa os mais aptos, e deixa morrer os menos, sem descendentes, até em política. Mesmo com recurso a tecnologias, não é permitido o dom da ubiquidade. Bruxelas não é a Guarda.

 

Os Partidos podem transformar-se numa “célula complexa reprodutora de comportamentos” mas o processo de mutação e seleção natural pode levar, a que os organismos que se reproduziam com mais sucesso se tornem mais abundantes, mesmo em temperatura baixa e elevada altitude.

 

A aprovação deste orçamento Municipal foi a chamada “explosão do câmbrico” pela diversidade de formas de vida distintas que produziu no concelho da Guarda. Um CDS eucariótico (re)entra na corrida pela evolução. A Oposição fez o seu trabalho (PS, BE e PCP) e votou contra. Cumpriu com o seu dever! A oposição interna, essa ganhou estofo para esmagar a competição no PSD com poder. O orçamento passou com maioria.

 

Este orçamento para os cidadãos estará sobre o efeito Pigmaleão! Dado que as nossas expectativas sobre a perceção da realidade e a maneira como nos relacionamos com essa realidade eram altas. Como se alinhássemos a realidade de acordo com as nossas expectativas em relação a essa mesma realidade. Assim o PSD Guarda (O PSD local) acabou sob o Efeito Golem, por pensar que podia criar um poder de influência sobre outro, acabou ele mesmo recebendo essa influência – e teve que votar favoravelmente o orçamento na última Assembleia Municipal. Apesar desse mesmo orçamento, ter merecido a abstenção envergonhada do vereador e líder do PSD local, na anterior reunião do executivo municipal. Mas (o mesmo líder) para a Assembleia Municipal apela ao voto favorável dos seus Deputados.

 

Esperamos que o PSD no Poder (por contraponto ao PSD Local) não seja vítima do efeito Golem, em que o vereador terceiro condicionou, pelas suas expectativas negativas, o PSD no poder que tem a autoestima rebaixada desde a deserção para Bruxelas, e este não se considere capaz de cumprir este orçamento. Resultado – Será um orçamento de baixa execução e de pouca vivacidade económica.

 

Nas palavras de Erwin Schrödinger, a vida é uma luta permanente contra a segunda lei da termodinâmica, que diz de forma simplicista, que a desordem tem sempre tendência a aumentar. Esperemos que a vida interna do PSD (que não interessa aos cidadãos não militantes) desde que não contribua para aumentar a desordem no sistema envolvente produza alguns resultados. Uma Guarda tolhida pela “inação” e pela falta de estímulos económicos e sociais assertivos não é desejável, nem aceitável para 2021.

 

É da vida (diriam) – mas do PSD na Guarda que está no poder, mas não tem poderes, mas quer que o PSD local passe a ter! Uma Guarda politicamente parada no tempo não é o caminho – uma década perdida – há outro caminho.

 

FOTO: The Economist, 2019

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(Fim do artigo – www.guardanoticias.pt – As notícias da Guarda no Facebook e Twiter).