As notícias da Guarda mais perto de Si

AGUIAR DA BEIRA: 193 infetados em lares e estruturas de apoio social

 

O concelho de Aguiar da Beira, apesar de pertencer ao Distrito da Guarda, integra o Agrupamento de Centros de Saúde Dão Lafões e tem 8 óbitos a registar, 138 utentes e 55 funcionários de lares e estruturas de apoio social infetados com Covid-19, já reportados. O concelho de Aguiar da Beira tem um total de 363 pessoas infetadas, 201 pessoas recuperadas e 28 óbitos a lamentar desde o inicio da pandemia.

 

A Câmara Municipal de Aguiar da Beira, dá nota de no Centro Social e Paroquial de Dornelas, a “situação ser crítica”, com 2 óbitos a lamentar e 53 utentes infetados e 4 dos infetados tiveram que ser hospitalizados, tem ainda 23 colaboradores infetados e aguarda a ativação da brigada de intervenção rápida para apoio.

 

Novos infetados Lar da Santa Casa da Misericórdia, um total de 79 infetados e destes utentes está hospitalizado no Hospital de Viseu.

 

Na residência Humildasus, existe um utente ainda infetado e um utente recuperado.

 

No Centro Social e Paroquial de Penaverde, existem 2 colaboradoras infetadas (SAD) e1 utente infetado.

No centro Social e Paroquial de Forninhos, tem até ao momento 2 utentes infetados e 2 colaboradores infetados. Estão no entanto a aguardar os resultados dos testes efetuados a todos os membros desta comunidade. O centro de dia foi encerrado pela Saúde Publica e aguarda a desinfeção já solicitada às autoridades.

 

No Centro Social Padre José Augusto da Fonseca, há a registar 1 utente infetado e 2 colaboradores infetados. Aguardando resultados dos testes efetuados à restante comunidade da instituição.

 

Numa nota enviada à Comunicação Social o presidente da autarquia, Joaquim Bonifácio, confirmou a situação crítica que se vive no concelho de Aguiar da Beira.

 

No Centro Social e Paroquial do Carapito, há registo de um utente infetado.

 

“Ao nível da comunidade concelhia, existem ainda diversos surtos ativos, pelo que apelamos a todos ao estreito cumprimento das normas da DGS (Direção-Geral da Saúde) ”, refere Joaquim Bonifácio.

 

“É importante mantermos a calma, respeitarmos e colaborarmos na resolução do problema, na certeza de que juntos seremos mais fortes”, acrescentou o autarca.

 

(Fim do artigo – www.guardanoticias.pt – As notícias da Guarda no Facebook e Twiter).