fbpx

SÉRGIO COSTA: Autarquia deve investir 3 milhões no apoio à economia local

 

A concelhia do PSD através de Sérgio Costa reclamam um maior “apoio Direto à Economia Local e à Manutenção dos Postos de Trabalho no Concelho da Guarda” da autarquia da Guarda. A Câmara Municipal da Guarda deverá investir “um valor nunca inferior a 3 milhões de euros para ajudar as nossas empresas” afetadas pela crise pandémica.

 

A proximidade das autarquias e a proximidade com as populações fazem das autarquias um veículo primordial para colmatar os programas do governo e “substituindo o governo de António Costa que teima em chegar atrasado aos apoios”.

 

Estava certo quando “em abril de 2020 apresentei um plano de desenvolvimento” para os guardenses “infelizmente aquelas propostas não foram aceites” um plano que “tentava mitigar o desastre económico para a nossa economia” de forma a “ajudar tantas empresas e tantos os funcionários” que passam dificuldades.

 

“É primordial a isenção da taxa de derrama para todas as Empresas com domicílio Fiscal no Concelho da Guarda.

 

Por exemplo, o transporte de refeições da restauração pelas empresas de táxi do nosso Concelho, beneficiando também a nossa restauração”.

 

A “iniciativa “Guarda Comércio”, com a distribuição de senhas para quem compra no comércio e restauração da Guarda”.

 

Assim como, “promover a digitalização, vendas online e à distância, do comércio local da Guarda, do Mercado Municipal e dos produtores diretos, entre outros, associada a uma campanha de promoção junto dos consumidores finais, em parceria com a Associação Empresarial, com os CTT e com a Comunicação Social”.

 

A autarquia da Guarda deve investir “Um valor nunca inferior a 3 milhões de euros para ajudar as nossas empresas” refere Sergio Costa. A injeção de um valor nunca inferior a 3 milhões euros para ajudar diretamente as nossas Empresas e Empresários em nome individual e a manutenção dos postos de trabalho”.

 

“O Município da Guarda deve liderar a resposta económica e social no nosso Concelho”, refere o atual vereador do PSD sem pelouros na autarquia.

 

Para a concelhia do PSD da Guarda é fundamental apoiar os agentes económicos da Guarda, “não podemos continuar a olhar para o outro lado nesta hora de desespero” refere Sérgio Costa, afirmando que a “politica de compras de imobiliário não será fundamental neste momento”. Sérgio Costa termina com “Não podemos deixar ninguém para trás”.

 

 

%d bloggers like this: