As notícias da Guarda mais perto de Si

JSD GUARDA: Pede demissão de João Barranca

 

A JSD distrital da Guarda pede a demissão de João Barranca, Presidente do Conselho de Administração da ULS da Guarda e da sua equipa. “A razão invocada para o cancelamento é a falta de vacinas” referem os JSD´s como um dos motivos. “Sobram vacinas pelo país inteiro, parece que só no Distrito da Guarda é que faltam” vacinas, afirmam os Jovens Sociais-Democratas da Guarda. Os contatos com os idosos são “por si só, já são quase um milagre”.

 

Estava “marcado para esta semana o início do programa de vacinação de idosos no distrito da Guarda. Este programa começou ontem, mas parece que nem pernas tem para andar. Vários casos se passaram, em diversos concelhos, de pessoas que ficaram por vacinar, o que levanta grandes questões sobre a execução deste programa e a (in)competência de quem o desenhou”.

 

“Os vários Municípios tudo fizeram para, quando foi pedido, terem um espaço adequado e assegurar o transporte dos idosos. A responsabilidade das vacinas está a cargo da Unidade Local de Saúde (ULS) da Guarda, que conhece o número de utentes e que deveria salvaguardar a quantidade equivalente de vacinas. Ainda não tinha decorrido a primeira manhã de vacinação e já vários idosos, previamente contactados pelos serviços de saúde para lhes serem administradas as vacinas, receberam novas comunicações, cancelando o agendamento e sem novas datas indicadas”, referem os Jovens Social-Democratas.

 

Os jovens da JSD criticam os contactos, “por si só, já são quase um milagre, visto que muitos idosos se encontram em locais sem rede móvel e muitos sem meios de comunicação”.

 

Era de esperar que o Governo estivesse sensível a estes problemas da interioridade, visto que todos os dias temos relatos de inúmeras crianças que, sem a cobertura mínima de rede de internet, se vêem privadas do seu direito básico e constitucional à educação, algo inacreditável para um país de primeiro mundo. Mais uma vez, uma questão da alçada do defunto Ministério da Coesão Territorial. Bem tentamos não o mencionar, mas a incompetência da Ministra da Propaganda para o Interior, Ana Abrunhosa, é tão estratosférica exigindo que assim o façamos.

 

“A razão invocada para o cancelamento é a falta de vacinas. Apurou a Juventude Social-democrata que para a ULS Guarda foi enviado um número irrisório de vacinas que se esgota nas primeiras horas de um plano que devia durar semanas. Sobram vacinas pelo país inteiro, parece que só no Distrito da Guarda é que faltam”, atiram os jovens.

 

“Esta lamentável desorganização gera ansiedade entre os idosos e demais população. Se há uma entidade responsável por esta situação é o Ministério da Saúde que, naturalmente, está representado ao nível local pela ULS Guarda. O que mais uma vez se revela é que este Conselho de Administração (CA) da ULS não tem competência, conhecimento ou capacidade para dar resposta ao mais básico dos processos”, referem na nota.

 

“O desleixo, a incompetência e o prejuízo do interesse público, com risco enorme para a saúde dos nossos cidadãos, revelou-se uma vez mais um triste episódio, em que mais uma vez é vítima uma faixa vulnerável e desprotegida da população”, segundo a JSD Distrital da Guarda.

 

 

 

 

(Fim do artigo – www.guardanoticias.pt – As notícias da Guarda no Facebook e Twiter). G-WH913LSLRB 86d4e63d557e44029786b77c5bab0cb3