As notícias da Guarda mais perto de Si 86d4e63d557e44029786b77c5bab0cb3

PSD Guarda travou “telenovela do Centro de Exposições Transfronteiriço”

 

Sérgio Costa acusa Carlos Chaves Monteiro, o presidente em exercício da Câmara da Guarda relativamente à “construção do CET – Centro de Exposições Transfronteiriço, processo rodeado de mentiras e obscuridade”.

 

Em Dezembro de 2019, “o Dr. Carlos Chaves Monteiro teimava, contra a vontade do seu Executivo e de todos Guardenses, em querer construir o CET no Parque Urbano do Rio Diz através de uma “Empresa de Fundos”, sem qualquer concurso, segundo opor ele referido, destruindo o recinto semicoberto ali existente e todo o espaço envolvente, em pleno leito de cheia, deitando por terra todo o investimento de milhões de € que ali foi feito há quase 15 anos”, avança o vereador Sergio Costa e atual Presidente da Concelhia do PSD Guarda.

 

“Só após realização de uma reunião convocada pelo Grupo Parlamentar do PSD (Deputados Municiais, Presidentes de Junta de Freguesia e Comissão Política de Secção) nas vésperas da Assembleia Municipal de Dezembro de 2019, ao ter verificado que a quase totalidade dos presentes estavam contra, foi obrigado a retirar esse ponto e desistir desta localização”, refere Sérgio Costa, na carta à direção nacional do PSD.

 

O Presidente da Concelhia do PSD Guarda, afirma “que todo este processo foi tratado diretamente pelo Dr. Carlos Chaves sem conhecimento do seu Executivo, apenas lhe comunicando quando já era um dado adquirido, o que motivou discórdia e uma completa falta de lealdade”.

 

Na Assembleia Municipal de Junho de2020, o Presidente Carlos Chaves Monteiro, “assumiu que já não faria nenhum CET neste mandato. Uma autêntica telenovela que só ajudou a denegrir o bom nome da Câmara e do PSD”.

 

A “governação do atual Presidente da Câmara é um avolumar de episódios”, que marcaram o “seu currículo político da Governação e que tememos que com o aproximar da Campanha Eleitoral Autárquica possam vir a público e desta forma o PSD ser conotado com uma atitude irresponsável, incompetente e de laxismo, conducente à perda clara do apoio do seu eleitorado”, refere Sérgio Costa em representação Concelhia do PSD da Guarda, na carta enviada.

 

Recorde-se que Sérgio Costa e Carlos Monteiro, são ambos candidatos a candidato pelo PSD à Câmara Municipal da Guarda, o dossier está na mesa da Direção Nacional que irá decidir durante esta semana qual destes nomes vai avançar na corrida autárquica de 2021.

 

(Fim do artigo – www.guardanoticias.pt – As notícias da Guarda no Facebook e Twiter).