As notícias da Guarda mais perto de Si

PARABÉNS: 100 anos de PCP

 

O motivo da longevidade do partido, 100 anos depois, Jerónimo de Sousa sublinhou a filiação a “uma teoria revolucionária, o marxismo-leninismo”, e, depois de fazer um elogio à experiência do entendimento à esquerda, com os socialistas, de 2015 a 2019, também sublinhou que o PCP não é “força de apoio ao PS”.

 

“Nem instrumento ao serviço dos projetos reacionários do PSD, CDS e seus sucedâneos. Somos a força da alternativa patriótica e de esquerda”, referiu Jerónimo de Sousa.

 

E ao falar do projeto do PCP, trata-se de uma “verdadeira alternativa”, pediu “a convergência dos democratas e patriotas”, que “não se conformam com um país reduzido a uma simples região da União Europeia” e pediu luta.

 

É uma alternativa que, disse, “reclama a intensificação e alargamento da luta, de todas as lutas, pequenas e grandes, da classe operária, dos trabalhadores”, em torno da “grande central sindical”, a CGTP.

 

 

(Fim do artigo – www.guardanoticias.pt – As notícias da Guarda no Facebook e Twiter). G-WH913LSLRB 86d4e63d557e44029786b77c5bab0cb3