As notícias da Guarda mais perto de Si 86d4e63d557e44029786b77c5bab0cb3

Programa Regressar (para emigrantes) com 12 candidatos no Distrito da Guarda

 

Para o programa “Regresso a Portugal”, foram efetuadas 12 candidaturas para regressar ao distrito da Guarda, e 9 candidaturas para regressar ao concelho da Covilhã e 4 candidaturas para regressar ao concelho do Fundão.

 

O programa Regressar foi criado no verão de 2019 e, dado o interesse manifestado e as alterações entretanto efetuadas, foi prorrogado até 2023.

 

Três mil e 500 portugueses voltaram a Portugal ao abrigo do programa Regressar, num universo de 5500 candidaturas diretas, sem contar com familiares e descendentes.

 

O Governo tem vindo a implementar medidas que pretendem incentivar os portugueses a optarem pelas regiões do interior para trabalharem e para viverem, mas há também muitas autarquias que, por si, apresentam uma série de apoios a quem procura mudar de vida.

 

Também os emigrantes, que são já alvo de algumas recompensas no âmbito do Programa Regressar, poderão beneficiar de certas vantagens adicionais caso optem por se fixar no interior aquando do seu regresso a Portugal.

 

Para o programa “Regresso a Portugal”, o IEFP recebeu 12 candidaturas no distrito da Guarda, e 9 candidaturas no concelho da Covilhã e 4 candidaturas no concelho do Fundão.

 

Quando o regresso é feito para regiões do interior do país, os apoios tem uma majoração de 25 por cento.

 

Aos portugueses que regressam para trabalhar o Estado paga diretamente um subsídio de 2.614,56 euros majorado em dez por cento por cada membro do agregado familiar, tendo como limite os 1.307,28 euros.

 

O programa comparticipa os custos da viagem, transporte de bens, reconhecimento de qualificações académicas ou profissionais e permite uma redução de 50 por cento no IRS para quem tenha um contrato de trabalho, desenvolva uma atividade como trabalhador independente ou crie a própria empresa.

 

 

 

 

(Fim do artigo – www.guardanoticias.pt – As notícias da Guarda no Facebook e Twiter).