As notícias da Guarda mais perto de Si

Câmara da Guarda paga o triplo do preço pelo Campo de Futebol da Póvoa do Mileu

 

Carlos Chaves Monteiro justifica a compra do antigo Campo de Futebol da Póvoa do Mileu pela necessidade de “ampliar a zona industrial”. A autarquia propõem-se assim adquirir três terrenos para o efeito no antigo Parque Industrial da Guarda por 352 mil euros.

 

Recorde-se que o executivo da Câmara da Guarda aprovou, por unanimidade, a declaração de utilidade pública em 26.06.2017 para poder expropriar o antigo campo de futebol do Mileu Guarda Sport Clube, que pertence a um empresário, que por sua vez o adquiriu em hasta pública. O valor da expropriação foi estimado da altura em 70 mil euros.

 

O Município também entrou na corrida em 2015 para garantir aquele espaço mas na fase final, o concorrente, Paulino dos Santos Subtil, licitou por mais um euro acima dos 40 mil euros (40.001 euros). O município ainda reagiu oferecendo 50 mil euros, mas o sistema já não validou a proposta por ser fora do prazo.

 

Álvaro Amaro justificou na altura que o município “está empenhado em ser proprietário daquele espaço”, para ali instalar num relvado sintético.

 

Na proposta em discussão e votação na reunião de Câmara de hoje, a autarquia manifestou interesse para adquirir o campo de futebol por 120 mil euros. Em 5 anos, o campo de futebol triplicou de preço.

 

Uma valorizou de 80 mil euros que corresponde a uma valorização de 200 por cento do imóvel em apenas 5 anos.

 

Para além do campo de futebol, o Município pretende adquirir mais dois terrenos. A proposta de aquisição dos três terrenos importa um montante de “352 mil euros”, refere o Presidente da Câmara da Guarda.

 

O primeiro imóvel a adquirir é um terreno de 10. 200 m por 102 mil euros  10 euros / m 2); O segundo imóvel, a adquirir é um terreno de 12.644 m 2  por 120 mil euros (10 euros / m 2) que é o antigo campo de futebol. E no terceiro imóvel a adquirir, de 9.999 m 2  de área por 99,99 mil euros (10 euros / m 2). O valor da compra dos três terrenos totaliza os 321,99 mil euros. Uma diferença de 30 mil euros entre os 352 mil euros indicados no documento e o montante de 321,99 mil euros que são o valor pago pelos três terrenos.

 

Existe ainda um contrato de arrendamento dos 50 m2, referente a uma antena da rede móvel, e o atual proprietário i recebe a renda anual de 5000 euros até 2028. Durante estes 7 anos não fica claro quem vai receber a renda do arrendamento, estimada 35.000 euros a pagar pela empresa de infraestruturas de telecomunicações.

 

O Presidente propõem o estabelecimento de um contrato de arrendamento por mais 20 anos, até ao ano 2041 dos 50 m2 .

 

This slideshow requires JavaScript.

(Fim do artigo – www.guardanoticias.pt – As notícias da Guarda no Facebook e Twiter).