As notícias da Guarda mais perto de Si

Projeto dos Acessos ao Terminal Rodoferroviário e à Estação de CP esteve 1 ano na gaveta

 

Sérgio Costa, atual Presidente da Concelhia do PSD da Guarda e vereador no executivo Municipal da Guarda acusa o Presidente da Câmara de ter “metido na gaveta” o projeto e só passado um ano o ter apresentados como “sendo seu” quando este teria gerido a implementação do projeto.

 

O vereador acusa Carlos Chaves Monteiro de estar “sentado à espera dos 750 mil € da Infraestruturas de Portugal”.

 

Sérgio Costa diz que “enviei a 4 de Março de 2020, há mais de um ano atrás, quando ainda tinha Pelouros, onde lhe disse que este mesmo projeto de execução [Acessos ao Terminal Rodoferroviário e à Estação de Caminhos de Ferro] estava pronto e que o poderíamos levar a aprovação na Reunião de Câmara seguinte. V. Exa. referiu então que ainda não o quereria lançar”.

 

“Dias depois, retirou-me os pelouros”, avança o presidente da Concelhia do PSD da Guarda, atual vereador sem pelouros.

 

“Um ano depois, como que querendo fazer passar uma borracha sobre tudo o que aconteceu, lança o concurso com o mesmo projeto, sem ao menos salvaguardar quem muito se empenhou na sua elaboração e no perseguimento do seu apoio financeiro, com as negociações com a Infraestruturas de Portugal e com o protocolo aprovado em Julho de 2018 por este mesmo Executivo Municipal”.

 

“E dou um Conselho ao Sr. Presidente, pois não deve dizer que o projeto é seu quando lhe dá jeito para fins eleitorais e que o projeto é do passado, quando não lhe dá jeito, para querer colocar em causa as negociações que foram feitas, como se não tivesse passado já um ano e nada parece ter acontecido sob a sua responsabilidade”, refere Sérgio Costa.

 

“Deixe de uma forma reiterada de culpar injustamente o passado e faça algo pelo futuro. Não se esqueça que amanhã o Senhor também já será passado.”

 

“Não fique apenas sentado à espera dos 750 mil € da Infraestruturas de Portugal, dialogue com os membros da Tutela Governamental e procure financiamento para o valor remanescente, sem perder o que já foi conseguido”, sugere o vereador sem pelouros.

 

(Fim do artigo – www.guardanoticias.pt – As notícias da Guarda no Facebook e Twiter).