fbpx

Resiestrela com investimento de 985 mil euros no Fundão

 

A Resiestrela, empresa multimunicipal de resíduos sólidos urbanos anunciou que vai investir 985 mil euros na requalificação e ampliação da instalação de Tratamento Mecânico e Biológico (TMB). A empresa tem atualmente como clientes uma população de cerca de 194.000 habitantes. A Resiestrela integra o Grupo MOTA-ENGIL e URBASER.

 

A Resiestrela o investimento nesta infraestrutura, do Centro de Tratamento e Valorização de Resíduos Urbanos, tem financiamento de 85% e resulta de uma candidatura aprovada no âmbito Programa Operacional da Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos do Portugal 2020 (POSEUR).

 

A “instalação de uma linha dedicada para o processamento de biorresíduos provenientes de recolha seletiva numa infraestrutura de TMB de resíduos urbanos, com o objetivo de compatibilizar essa instalação com o fluxo crescente de resíduos urbanos recolhidos seletivamente”, avança a empresa.

 

O investimento “contempla a criação de uma linha de biorresíduos, a criação de uma zona de receção e a modificação e ampliação do sistema de comando e controlo operacional”, de acordo com a nota enviada ao GuardaNoticias.

 

A Resiestrela tem sede no Fundão e é responsável pela concessão do sistema multimunicipal de triagem, recolha seletiva, valorização e tratamento de resíduos sólidos urbanos provenientes dos concelhos de Almeida, Celorico da Beira, Figueira de Castelo Rodrigo, Fornos de Algodres, Guarda, Manteigas, Meda, Pinhel, Sabugal e Trancoso, no distrito da Guarda, e de Belmonte, Covilhã, Fundão e Penamacor, no distrito de Castelo Branco.