fbpx

Ministra da Coesão Territorial “é quase impossível” a deslocalização de serviços

 

A Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa contesta a instalação em Lisboa da Europa Startup Aliança das Nações.

 

A Ministra da Coesão Territorial afirmou hoje que “é quase impossível” a deslocalização de serviços, “por muito que faça o pino e ande a pedinchar”, junto dos outros ministérios, criticando a instalação em Lisboa da Europa Startup Aliança das Nações.

 

“Não há qualquer motivo para se instalar o que quer que seja de novo em Lisboa, até entendo que é difícil de, um momento para o outro, dizer a uma família ‘agora pega nas malas e vai viver para Castelo Branco’, é muito difícil, mas temos maneira de o fazer”, declarou a titular da pasta da Coesão Territorial.

 

“No âmbito da deslocalização de serviços públicos, a estratégia passa por mudar a sede e, à medida que as pessoas se vão reformando, contratar para esses territórios”, declarou Ana Abrunhosa, à revista Visão, ressalvando que, para que seja possível, “é preciso é que os Ministérios queiram fazer isso”.

 

“O meu apoio ao setor (minoritário) do Governo que, em coerência com o discurso político, pretende desconcentrar o País e a minha crítica para o seu setor hipócrita (maioritário) que diz uma coisa e faz o seu contrário”, refere Rui Rio na sua conta de Twitter em apoio às palavras de Ana Abrunhosa.

 

FOTO: Rui Rio via twitter.com/GuardaNoticias