fbpx

Sérgio Costa [agora independente] lamentou não ter sido convidado para as cerimónias do CEI

 

A reunião de hoje (segunda-feira) do executivo municipal da Guarda foi a primeira em que o vereador Sérgio Costa, eleito pelo PSD em 2013 e reeleito em 2017, participou na qualidade de vereador independente.

 

O ex-vice-presidente, após se ter demitido da liderança da concelhia da Guarda e ter entregado o cartão de militante do PSD assumiu uma candidatura independente ao município da Guarda nas próximas eleições autárquicas de 2021.

 

No início da sessão, Sérgio Costa lamentou não ter sido convidado para as cerimónias de entrega do Prémio Eduardo Lourenço e de inauguração de um memorial dedicado ao filósofo e ensaísta, realizadas na passada sexta-feira no Centro de Estudos Ibéricos na cidade da Guarda.

 

Recorde-se que no dia de aniversário de nascimento de Eduardo Lourenço, 21 de maio, a Câmara Municipal da Guarda associou-se ao Centro de Estudo Ibéricos (CEI), promovendo algumas atividades em jeito de homenagem a este pensador ensaísta e interventor cívico.

 

Nesta data, foi ainda entregue o Prémio Eduardo Lourenço a Ángel Marcos de Dios, vencedor da edição de 2020.

 

No mesmo dia foi também inaugurado o espaço Memorial Eduardo Lourenço na sede do CEI. No local estão expostos alguns prémios, diplomas e condecorações que o próprio legou à Guarda, tendo ainda sido apresentada a gravura “Eduardo Lourenço – Heterodoxias” e a medalha comemorativa dos vinte anos do CEI.