As notícias da Guarda mais perto de Si 86d4e63d557e44029786b77c5bab0cb3

Agostinho Gonçalves é o mandatário da candidatura de Daniel Adrião à liderança do PS

 

Agostinho Gonçalves, ex-presidente da concelhia do PS Guarda será o mandatário da candidatura de Daniel Adrião a secretário-geral do PS. Agostinho Gonçalves é um reputado Advogado da Guarda.

 

O dirigente socialista Daniel Adrião apresentou hoje a sua candidatura à liderança para “acrescentar mais democracia” ao PS “amolecido” pelo poder, e fez uma crítica a António Costa, que “não tem sido um bom líder”.

 

“O exercício do poder amolece a atividade partidária. Isso é notório no PS”, admitiu, dizendo ainda que “há uma concentração excessiva da atividade nas cúpulas do partido, na sua elite” referiu Daniel Adrião.

 

Esta é a terceira vez que Daniel Adrião se candidata à liderança do partido e afirmou aos jornalistas que a sua moção, intitulada “Democracia plena”, “não é contra ninguém, não é contra António Costa”, de quem faz “uma avaliação positiva no seu exercício como primeiro-ministro”.

 

A moção a presentar no congresso em julho de 2021 é uma candidatura para “afirmar a democracia interna, a liberdade de pensamento, a liberdade de expressão, de opinião”, avança.

 

Desta vez, uma parte do “núcleo duro” da candidatura de Daniel Adrião terá epicentro na Guarda.

 

“Uma ex-autarca e um ex-autarca do distrito da Guarda” e “destacados militantes de Seia, Guarda, Trancoso, Vila Nova de Foz Côa e Almeida” e alguns simpatizantes e independentes nas listas do PS “vão naturalmente apoiar a candidatura do Adrião e do seu mandatário o Dr. Agostinho Gonçalves” assim como “já apoiaram a candidatura de Agostinho Gonçalves à concelhia e à Distrital”, refere fonte do PS.

 

Recorde-se que Agostinho Gonçalves apesar do bom resultado obtido pelo PS nas Europeias no concelho da Guarda, abandonou a liderança da concelhia em 2019 “com mágoa”, na sequência da aprovação da lista de Candidatos a Deputados pelo círculo eleitoral da Guarda não ter resultado da “eleição nos órgãos por militantes da Guarda” mas de uma “nomeação da nacional”.

 

FOTO: António Barbosa (Acesso público Redes Sociais)
(Fim do artigo – www.guardanoticias.pt – As notícias da Guarda no Facebook e Twiter).