fbpx

Funcionário das Finanças acusado de “crimes de acesso ilegítimo”

O Ministério Público do DIAP de Coimbra deduziu acusação pela alegada “prática de crimes de acesso ilegítimo qualificado e violação de segredo contra um funcionário da Autoridade Tributária e Aduaneira de Coimbra”.

“Com base na acusação, o arguido, a pedido de terceira pessoa das suas relações próximas, acedeu a informações de um contribuinte, existentes em base de dados da AT, tendo procedido à divulgação subsequente da informação confidencial obtida” segundo a acusação do Ministério Público.

“Foi, além do mais, requerida a aplicação de penas acessórias, nomeadamente de proibição de exercício de função” pelo Ministério Público.

A investigação foi dirigida pelo DIAP Regional de Coimbra.