As notícias da Guarda mais perto de Si

Guarda em “risco elevado” Covid-19

 


O concelho da Guarda entra em risco elevado. A Ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, afirmou que o território continental de Portugal tem esta semana mais 26 concelhos em risco elevado ou muito elevado por causa da pandemia de Covid-19. Trancoso saiu da lista divulgada pelo Governo.

 

A decisão de hoje do governo repõem o regresso ao recolher obrigatório a partir das 23:00 horas na Guarda. No entanto os restaurantes podem funcionar até às 22h30.

 

Cento e dezasseis dos 278 concelhos de Portugal continental (41,7%), incluindo a Guarda, estão em risco elevado ou muito elevado de incidência de covid-19, aplicando-se medidas mais restritivas, inclusive dever de recolhimento entre as 23:00 e as 05:00, anunciou hoje o Governo.

 

As medidas de risco elevado aplicam-se aos municípios de Águeda, Alcobaça, Alcoutim, Amarante, Anadia,  Arruda dos Vinhos, Avis, Barcelos, Bombarral, Braga, Cadaval, Caldas da Rainha, Cantanhede, Cartaxo, Castelo de Paiva, Castro Marim, Chaves, Coimbra, Constância,  Elvas, Estarreja, Fafe, Felgueiras, Figueira da Foz, Guarda, Guimarães, Leiria, Marco de Canaveses, Marinha Grande, Mogadouro, Montemor-o-Novo, Montemor-o-Velho, Murtosa, Óbidos, Ourém, Ovar, Paços de Ferreira, Paredes de Coura, Penafiel,  Porto de Mós, Rio Maior, Salvaterra de Magos, Santa Maria da Feira, Santarém, Santiago do Cacém, São João da Madeira, Serpa, Torres Vedras, Trofa, Valpaços, Viana do Castelo, Vila do Conde, Vila Real, Vila Viçosa e Vizela.

 

 

As medidas de risco muito elevado aplicam-se aos municípios de Albergaria-a-Velha, Albufeira, Alcochete, Alenquer, Aljustrel, Almada, Amadora, Arraiolos, Aveiro, Azambuja, Barreiro, Batalha, Benavente, Cascais, Espinho, Faro, Gondomar, Ílhavo, Lagoa, Lagos, Lisboa, Loulé, Loures, Lourinhã, Lousada, Mafra, Maia, Matosinhos, Mira, Moita, Montijo, Nazaré, Odivelas, Oeiras, Olhão, Oliveira do Bairro, Palmela, Paredes, Pedrógão Grande, Peniche, Portimão, Porto, Póvoa de Varzim, Santo Tirso, São Brás de Alportel, Seixal, Sesimbra, Setúbal, Silves, Sines, Sintra, Sobral de Monte Agraço, Tavira, Vagos, Valongo, Vila do Bispo, Vila Franca de Xira, Vila Nova de Famalicão, Vila Nova de Gaia, Vila Real de Santo António e Viseu aplicam-se as medidas de risco muito elevado.

 

Entram em alerta os municípios de Aljezur, Almeirim, Almodôvar, Amares, Beja, Bragança, Celorico de Basto, Cinfães, Cuba, Entroncamento, Esposende, Évora, Freixo de Espada à Cinta, Mealhada, Miranda do Douro, Mirandela, Montalegre, Moura, Odemira, Oliveira de Azeméis, Pombal, Ponte de Lima, Póvoa de Lanhoso, Resende, São João da Pesqueira, Tomar, Torres Novas, Vale de Cambra, Vila Pouca de Aguiar.

 

Portugal aproxima-se do momento de mudar políticas em relação à pandemia, atendendo à percentagem de população vacinada, disse hoje a ministra Mariana Vieira da Silva, depois de questionada sobre a possibilidade de reabrirem as discotecas.

 

“O Governo sempre disse que o momento em que uma percentagem muito significativa da sua população tivesse duas doses de vacina seria um momento de mudança de políticas. Aproximamo-nos desse momento. É tempo também de ouvir os especialistas e depois de tomar as decisões”, afirmou Mariana da Silva, na conferência de imprensa a seguir ao Conselho de Ministros, em Lisboa.

 

A minsitra tinha sido questionada sobre a possibilidade de na próxima semana, após a reunião do Infarmed de 27 de julho, em Lisboa, que junta especialistas e políticos para analisar a evolução da pandemia, o Governo decidir a reabertura dos espaços de diversão noturna, que estão encerrados permanentemente desde março de 2020.

 

A ministra da Presidência do Conselho de Ministros realçou, porém, que as eventuais decisões do Governo só serão tomadas e anunciadas após essa reunião da próxima semana, não tendo sentido antecipá-las hoje.

 

Ainda em resposta à questão das discotecas, Mariana Vieira da Silva afirmou que aquilo que está em causa é o eventual alargamento da regra de apresentação do certificado de vacinação contra a covid-19 para aceder a alguns espaços, permitindo assim o funcionamento de diversas atividades.


 

#guarda, #news, #covid19, #risco, #covid19guarda

 

(Fim do artigo – www.guardanoticias.pt – As notícias da Guarda no Facebook e Twiter). G-WH913LSLRB 86d4e63d557e44029786b77c5bab0cb3