As notícias da Guarda mais perto de Si 86d4e63d557e44029786b77c5bab0cb3

Mais 12.000 km de portagem em Espanha



Governo Espanhol prepara-se para criar novas portagens em 12.000 km de “autovias” e “autopistas” em Espanha. O sector dos transportes de mercadorias refere que a competitividade dos Transportadores vai diminuir assim como a competitividade das regiões transfronteiriças.



Segundo informação do jornal Público o Governo espanhol prepara-se para introduzir portagens em 12.000 quilómetros de “vias rodoviárias de alta capacidade”, designadas “autovias” e “autopistas”, a Associação Nacional de Transportadores Públicos Rodoviários de Mercadorias (Antram) prevê um aumento dos custos Face aos planos do Governo espanhol para introduzir portagens em 12 mil quilómetros de “vias rodoviárias de alta capacidade”, designadas “autovias” e “autopistas”, a Associação Nacional de Transportadores Públicos Rodoviários de Mercadorias (Antram) prevê um aumento dos custos nas exportações portuguesas, estimando entre 6% e 8% nas exportações para França e de 5% a 7% nas exportações para a Alemanha. A notícia foi avançada pelo Público exportações portuguesas, estimando entre 6% e 8% nas exportações para França e de 5% a 7% nas exportações para a Alemanha.

A Antram prevê um aumento dos preços e refere que os calculos apontam para um aumento com um valor de 0,15 euros por quilómetro nas novas portagens, à semelhança do que é praticado noutras autoestradas espanholas, que se traduzirá num aumento de 90 euros por cada camião que atravesse Vilar Formoso até à fronteira de Irún. 

A introdução de portagens pesará também nos produtos importados, onerados entre 5% e 7% nas importações de França e 4% e 6% nas importações da Alemanha.

Esta medida afetará, sobretudo, as autoestradas portuguesas que ligam Vilar Formoso a Burgos e Caia a Madrid, por onde passam 45% dos veículos pesados de mercadorias que cruzam as fronteiras nacionais.



(Fim do artigo – www.guardanoticias.pt – As notícias da Guarda no Facebook e Twiter).