As notícias da Guarda mais perto de Si

Antonio Costa “castiga” socialistas da Guarda

 


 

Daniel Adrião consegue colocar quatro apoiantes do distrito da Guarda nas listas para a Comissão Nacional do PS. Agostinho Gonçalves foi eleito como membro da Comissão Nacional do Partido Socialista em lista única em que apenas 28 membros foram indicados por Daniel Adrião. Da tendência de António Costa foram apenas eleitos 2 militantes do Distrito da Guarda, Claudio Rebelo e Cristina Sousa, nenhum dos apoiantes é do concelho da Guarda.

 

De acordo com fonte do PS, foram “4 os representantes do distrito da Guarda por esta tendência de Daniel Adrião”, 2 efetivos (Agostinho Gonçalves e Conceição Santos) e 2 suplentes que podem subir e ser eleitos em virtude das presumíveis saídas para os outros órgãos nacionais. Agostinho Gonçalves e Conceição Santos são militantes da concelhia da Guarda.

 

Os apoiantes de António Costa na Guarda, ficaram assim de fora das listas à Comissão Nacional do Partido Socialista no congresso que terminou hoje em Portimão.

 

Foram ainda eleitos para a Comissão Nacional do PS, Cláudio Rebelo, Ana Mendes Godinho e Cristina Sousa, apenas 3 militantes do distrito da Guarda, sendo da concelhia da Mêda, Seia  e nenhum dos eleitos é da concelhia da Guarda. Ana Mendes Godinho deverá integrar o Secretariado Nacional do PS, sendo militante no concelho de Vila Nova de Foz Côa. Desta vez, ficou de fora das Listas Alexandre Lote, que enquanto for presidente da Federação Distrital manterá o lugar por inerência.

 

De acordo com fonte oficial do PS, como consequência direta do acordo com a tendência minoritária de Daniel Adrião teve direito a 28 lugares entre os efetivos algo que não aconteceu nos congressos de 2018 e de 2016, da terceira posição até à 251.ª os nomes dos futuros membros deste órgão foram alinhados por ordem alfabética.

 

Agostinho Gonçalves foi Mandatário Nacional de Daniel Adrião, e sofreu neste congresso uma pesada derrota obtendo apenas 6% da votação dos delegados.

 

Recorde-se que António Costa foi reeleito secretário-geral do PS (em junho), mas perdeu por um voto para Daniel Adrião na Guarda. A concelhia da Guarda foi uma “das poucas a dar a vitória ao único adversário do atual líder socialista e primeiro-ministro, tendo Daniel Adrião obtido 80 votos contra 79 para António Costa”. A lista A elegeu 2 delegados e a lista B elegeu também 2 delegados. Uma das Delegadas eleitas pela lista B é candidata pelo PSD à Assembleia de Freguesia de Gonçalo e Seixo Amarelo.

 

Depois de ter deixado de ser Presidente da Concelhia do PS da Guarda este é o regresso de Agostinho Gonçalves à atividade política Distrital. Foram ainda eleitos Cristina Sousa (Seia) e Claudio Rebelo (Mêda).

 

Foram submetidas ao 23º congresso duas moções globais, A lista A, de António Costa com a Moção Política de Orientação Nacional “Recuperar Portugal, Garantir o Futuro” e a lista B de  Daniel Adrião com a Moção Política de Orientação Nacional “Democracia Plena“.

 

De acordo com a agência Lusa, ao contrário do que se passou nas últimas décadas, os atuais membros da Comissão Política, do secretariado nacional e da comissão permanente vão integrar a lista para a Comissão Nacional do PS, o órgão máximo partidário entre congressos.

 

Lista para a Comissão Nacional eleita no 23º Congresso Nacional do PS (Ordem alfabética):

 


 

(Fim do artigo – www.guardanoticias.pt – As notícias da Guarda no Facebook e Twiter).