As notícias da Guarda mais perto de Si

Câmara da Guarda aprova cedência do Matadouro por 50 anos

 


 

Foi aprovado por maioria com os votos dos vereadores do PSD no executivo Municipal da Guarda, a cedência dos terrenos do Matadouro para a construção de uma “unidade hospitalar e a residência sénior criarão cerca de 200 postos de trabalho” por 50 anos.

 

Da ordem de trabalhos da reunião ordinária da camarária, de quinta-feira, constava a aprovação da “cedência de um prédio urbano destinado à construção de edifícios para prestação de serviços de saúde e de uma residência sénior”.

 

A medida foi aprovada por maioria pelos vereadores do PSD, com o voto contra do vereador do PS, Manuel Simões e de Sérgio Costa, também candidato independente à Câmara da Guarda.

 

Sérgio Costa acusou o executivo do PSD de “falta de transparência e há pormenores que precisam de ser clarificados”, tendo o agora vereador sem pelouros solicitado o adiamento da votação após a análise e discussão da mesma pela Assembleia Municipal da Guarda. Carlos Chaves Monteiro, declinou a proposta do ex-verador do PSD e atual candidato à cadeira maior da Câmara Municipal da Guarda pelo movimento independente “Pela Guarda”.

 

O candidato independente pelo Partido Socialista, Luís Couto, referiu em conferência de imprensa que é uma “proposta de contornos opacos” e exigiu “procedimentos claros, conhecidos dos guardenses”. “Tanta pressa em levar este assunto à reunião de camara”, questionou o candidato do PS.

 

Para o candidato não é compreensível a “cedência de terrenos a um fundo de capital” e considera que o “investimento deve ser claro e transparente”. Acrescentando que um “fundo de capital que no objetivo é lucro” afirmando que não é claro o que vai ser constrído naqueles terrenos cedidos.

 


 


 

 

 

 

 

(Fim do artigo – www.guardanoticias.pt – As notícias da Guarda no Facebook e Twiter).