As notícias da Guarda mais perto de Si 86d4e63d557e44029786b77c5bab0cb3

Muito me tarda os Passadiços do Mondego



Muito me tarda o meu amigo na Guarda, que não tem como não gostar dos passadiços de madeira: são estruturas enormes, erguidas em locais com uma riqueza ímpar e que permitem caminhadas e passeios num contacto mais mais próximo com a natureza, mas com conforto e segurança. 

Pode consultar as fotografias das paisagens dos passadiços (clicando aqui).

O projeto prevê um itinerário pelas margens do rio Mondego de cerca de 12 quilómetros e que passará por Videmonte, Trinta e Vila Soeiro, terminando na Barragem do Caldeirão.

Os passadiços estão a aproveitar caminhos já existentes e integrar zonas de travessia, passadiços e de pontes suspensas, Vai poder visitar zonas como o Miradouro do Mocho Real, as antigas fábricas de lanifícios e de produção de eletricidade, entre outros locais, beneficiando as freguesias de Videmonte, Maçainhas, Meios, Aldeia Viçosa e as Uniões de freguesia de Trinta e Corujeira e Mizarela, Pero Soares e Vila Soeiro.

A inauguração estava prevista para 30 de setembro no entanto a câmara da Guarda, na sequência de dias de risco elevado de incêndio, o que obriga a uma paragem dos trabalhos, reserva-se na possibilidade de adiar a mesma caso os trabalhos não estejam terminadas nessa data.


O executivo municipal acompanhou recentemente uma visita técnica aos Passadiços do Mondego. “A obra, que corresponde ao um investimento de cerca de 3 milhões de euros, contempla um itinerário de 12 km ao longo do Rio Mondego com percurso por Videmonte, Vila Soeiro e Trinta, terminando na Barragem do Caldeirão. O roteiro escolhido aproveita caminhos já existentes e integra zonas de travessia, passadiços e pontes suspensas”, refere a autarquia.



(Fim do artigo – www.guardanoticias.pt – As notícias da Guarda no Facebook e Twiter).