As notícias da Guarda mais perto de Si

PS apresenta Programa Eleitoral na Praça Velha


A candidatura do Partido Socialista pela manhã de quarta-feira, apresentou o programa leitoral do PS no átrio exterior da CIMBSE, na Praça Luís de Camões na cidade da Guarda, para as eleições de domingo.

 

(Leia o artigo até ao fim – www.guardanoticias.pt – As notícias da Guarda mais perto de si).

 

“Desde a primeira hora, um projeto de grande proximidade com todas as pessoas do nosso concelho”, referem os socialistas da Guarda no documento. O programa eleitoral do PS na Guarda tem onze ideias base: economia e transição digital; saúde; políticas sociais; educação; ensino superior; cultura, património e turismo; desporto; juventude; ambiente; urbanismo, ordenamento, território e mobilidade; e desenvolvimento rural.

 

Para Luís Couto a campanha está a decorrer bem e a sua candidatura tem“conseguido chegar junto das pessoas” colocando como objetivo “ganhar a Câmara com maioria absoluta”.

 

O independente Luís Couto vai liderar uma lista com vários independestes para implementar uma “estratégia de proximidade, para além das propostas do programa autárquico da Câmara Municipal, são fundamentais as propostas apresentadas pelas extraordinárias equipas que nos acompanham em cada uma das nossas freguesias”.

 

“O Programa Eleitoral [do PS] não é, pois, um documento fechado, abstracto, afastado da realidade”, referem os socialistas.

 

No programa do PS, propõem a constituição de uma equipa “dedicada à prospeção e captação de investimento nas áreas temáticas definidas. Partindo da disponibilidade de lotes para localização empresarial na PLIE, deve a Guarda ser o destino do investimento. Para isso, procederemos a um diagnóstico atempado de toda a atividade e traçaremos um plano para minimização dos pontos menos conseguidos, ao mesmo tempo que será elaborado um “rebranding” ao potencial de localização empresarial da Guarda. Este rebranding passa, entre outras vertentes, por um plano de comunicação com “targets” defi nidos, maximizando o impacto da comunicação e os efeitos dos recursos afetos ao projeto”.

 

O PS propõe ainda a “Criação de um laboratório colaborativo de logística transfronteiriço, com a integração das empresas, municípios de vizinhança e Instituições de ensino Superior, com financiamento pela FCT”.

 

O PS aposta na “Criação do terminal de mercadorias, com acessos rodoferroviários, dando sequência ao plano inicial da PLIE – Guarda, que previa já este tipo de infraestrutura como complementar à própria PLIE”. O projeto tem sido referido como “Porto Seco”.

 

Sendo “a Guarda e o seu concelho uma zona predominantemente rural, deve a agricultura constituir um sector fundamental para o seu desenvolvimento, com benefícios sociais, económicos e ambientais”.

 

Os Socialistas pretendem apoiar a “Transição da Guarda para uma Smart City: criação de um ecossistema digital para o relacionamento dos cidadãos com o município”. Com “Remodelação do site do município” e “incluído um chatbot” no mesmo.

 

Apostam numa “gestão inteligente do estacionamento”, e na criação de uma “rede livre IoT, usando tecnologias que possibilitem a monitorização do ruído, da qualidade do ar, da qualidade da água, a gestão da rega inteligente, a recolha de dados meteorológicos, o controlo de lugares de estacionamento na via pública, o controlo do estado e temperatura de contentores de resíduos sólidos, a contagem de bicicletas, de pessoas e de viaturas, a monitorização do tráfego e, ainda, a obtenção de informações sobre hidrografia, sistema de rega de jardins inteligente, iluminação pública inteligente e recolha inteligente de RSU”.

 

Na Guarda, para além de Carlos Chaves Monteiro (PSD) atual presidente da Câmara da Guarda são conhecidas as candidaturas de Luís Couto (PS), Sérgio Costa (independente), Francisco Dias (Chega), Honorato Robalo (CDU), Jorge Mendes (BE) e Pedro Narciso (CDS-PP).

 


(Fim do artigo – www.guardanoticias.pt – As notícias da Guarda no Facebook e Twitter)


(Fim do artigo – www.guardanoticias.pt – As notícias da Guarda no Facebook e Twiter).