As notícias da Guarda mais perto de Si

IPG vai candidatar-se a instalar Laboratório Colaborativo na área da Logística

Publicidade

 

O Instituto Politécnico da Guarda – IPG vai apresentar uma candidatura para a instalação na Guarda de um Laboratório Colaborativo – CoLAB na área da Logística, o qual terá como parceiros a Câmara Municipal da Guarda, a Associação dos Transitários de Portugal, a Infraestruturas de Portugal, e as empresas parceiras da pós-graduação em Logística: a ACI, a Coficab, a Olano, a Sodecia, a Transportes Bernardo Marques e o NERGA.

 

(Leia o artigo até ao fim – www.guardanoticias.pt – As notícias da Guarda mais perto de si).

 

O CoLAB irá juntar investigadores do IPG e de outras instituições de ensino superior, nacionais e internacionais, para estudarem as redes e os fluxos logísticos da região e do país.

 

“O novo Laboratório Colaborativo em Logística irá permitir fazer o levantamento dos recursos humanos deste cluster do tecido empresarial nacional, da sua estrutura de serviços e da sua oferta de valor, para mapear, com rigor, as suas lacunas, necessidades e oportunidades”, afirma Joaquim Brigas. “O conhecimento produzido irá permitir desenhar políticas públicas, nomeadamente ao nível de infraestruturas e de equipamentos, as quais favorecerão o desenvolvimento logístico de todo o país, tornando o mercado português mais competitivo, eficiente e sustentável”.

 

Decorreu no IPG, no dia 23 de novembro, uma reunião de trabalho sobre o novo projeto na área da Logística para a cidade da Guarda, com os parceiros empresariais e institucionais, e contou com a presença do ministro da Ciência, Tecnologia e do Ensino Superior, Manuel Heitor, da ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, e da secretária de Estado da Valorização do Interior, Isabel Ferreira.

 

Segundo o presidente do IPG, o desenvolvimento de plataformas baseadas em sistemas de informação geográfica (SIG) caracterizadores das infraestruturas e respetivas dinâmicas logísticas permitirão o desenvolvimento de novos instrumentos de gestão, que irão modernizar e tornar mais eficientes e mais competitivas as empresas de logística em Portugal. “Queremos estar também preparados para responder de forma eficaz aos serviços diferenciados que uma infraestrutura logística como um Porto Seco irá exigir”.

 

(Fim do artigo – www.guardanoticias.pt – As notícias da Guarda no Facebook e Twitter)

 

(Fim do artigo – www.guardanoticias.pt – As notícias da Guarda no Facebook e Twiter). G-WH913LSLRB 86d4e63d557e44029786b77c5bab0cb3