As notícias da Guarda mais perto de Si

Sérgio Costa quer Regionalização nos próximos 4 anos

Publicidade

 


Sérgio Costa presidente da Câmara da Guarda eleito pelo Movimento Pela Guarda, disse hoje esperar que a regionalização seja uma realidade nos próximos quatro anos e com um modelo assente nas “cinco regiões plano”.

 

(Leia o artigo até ao fim – www.guardanoticias.pt – As notícias da Guarda mais perto de si).

 

 

Na opinião do autarca independente (ex-presidente da concelhia do PSD da Guarda) é “um regionalista convicto” e a regionalização deve ser “horizontal e não vertical” e espera que o próximo Governo “coloque o tema da regionalização em cima da mesa”.

Publicidade

 

“Nós temos cinco regiões plano no país: Norte, Centro, Lisboa e Vale do Tejo, Alentejo e Algarve. A base tem que ser esta. A base tem que ser obrigatoriamente esta. Têm que ser as regiões plano do país. Não é a regionalização que em 1998 se propunha. Eu próprio, na altura, andei a lutar contra essa regionalização, que era uma regionalização de juntar as áreas menos desfavorecidas com as áreas ainda mais desfavorecidas. Não. Tem que ser com as regiões plano”, explicou Sérgio Costa.

 

Em declarações à agência Lusa, o autarca da cidade mais alta do país considerou que existem condições para a discussão deste tema das “regiões plano” do país, alertando para o estado da raia de Portugal, “de Bragança a Beja, de uma forma contínua, está a ver diminuir a sua população”.

 


Segundo o independente é necessário “colocar claramente, nos próximos quatro anos, a regionalização em cima da mesa, e que possa ser uma realidade”. Considerou que a Assembleia da República “possa ouvir os autarcas de freguesia, os autarcas das Câmaras Municipais, todos os agentes políticos, económicos, sociais e [de] outros setores da sociedade para poder colocar a regionalização de uma vez por todas em cima da mesa”.

 

Sérgio Costa é da opinião que a regionalização é a forma de Portugal “caminhar cada vez mais para acabar com o centralismo” e alertou para que os “fundos possam ser distribuídos de uma forma mais equitativa por todo o país”.


 

(Fim do artigo – www.guardanoticias.pt – As notícias da Guarda no Facebook e Twitter)

Publicidade
(Fim do artigo – www.guardanoticias.pt – As notícias da Guarda no Facebook e Twiter). G-WH913LSLRB 86d4e63d557e44029786b77c5bab0cb3
%d bloggers like this: