As notícias da Guarda mais perto de Si

Ana Mendes Godinho cumpre promessa no 1º maio (Sabugal)

Publicidade

 

Ana Mendes Godinho, ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social cumpriu promessa eleitoral efetuada a trabalhadores da empresa do distrito da Guarda, João Tomé Saraiva e comemorou o 1º de maio no Sabugal junto com os trabalhadores da empresa.

 

(Leia o artigo até ao fim – www.guardanoticias.pt – As notícias da Guarda mais perto de si).

 

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho participou num almoço comemorativo do 1.º de Maio, com cerca de 200 trabalhadores da empresa João Tomé Saraiva, realizado na pedreira da Devesa, na aldeia de Santana da Azinha, no concelho da Guarda, sublinhou a importância dos “incentivos especiais” para quem vá trabalhar para o interior.

Publicidade

 

A empresa da Guarda João Tomé Saraiva assinalou o 1º de maio com um almoço comemorativo, com os seus trabalhadores e familiares.

 

Nas últimas eleições legislativas de 2022, Ana Mendes Godinho foi candidata pelo círculo eleitoral da Guarda (PS) e durante a campanha eleitoral visitou a empresa, tendo sido convidada pelo empresário João Tomé, a marcar presença no dia de hoje. Ana Mendes Godinho cumpriu a promessa efetuada aos trabalhadores da empresa João Tomé Saraiva, da Guarda onde esteve presente durante as comemorações do 1º de maio. O momento foi assinalado simbolicamente com o descerramento de uma placa.

 

FOTO(s): Ana Mendes Godinho – ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social

 

Ana Mendes Godinho sublinhou “o diálogo permanente entre a empresa e os trabalhadores acontece”.

 

“É um sinal que damos a todos da importância do 1.º de Maio cada vez mais para valorizarmos o trabalho, valorizarmos os trabalhadores, e estamos aqui numa luta que é uma luta permanente. Uma luta pelo trabalho digno, mas uma luta, também, que acredita que o trabalho é o fator determinante para crescemos de uma forma inclusiva e crescermos conjuntamente”, referiu.

 

Segundo a Ministra o Governo tem uma estratégia que permite apoiar a contratação de trabalhadores “de uma forma permanente e não precária” e incentivos de discriminação positiva em relação ao interior, aos jovens ou às mulheres, procurando “responder aos grupos mais vulneráveis e que foram mais afetados durante a pandemia”.

 

“Todas as medidas que temos lançado no apoio à contratação de trabalhadores têm tido uma majoração diferenciada para o interior, como uma forma, também, de dinamizar e de criar aqui emprego de uma forma diferente, procurando criar oportunidades”, referiu Ana Mendes Godinho.

 

Ana Mendes Godinho deu como exemplo o concelho do Sabugal que tem uma forte emigração e onde o Governo procurou criar medidas “para discriminação positiva para contratação de trabalhadores” atualmente no estrangeiro ou no litoral.

 

Publicidade

 

(Fim do artigo – www.guardanoticias.pt – As notícias da Guarda no Facebook e Twitter)

 

Publicidade

 

 

Publicidade
(Fim do artigo – www.guardanoticias.pt – As notícias da Guarda no Facebook e Twiter). G-WH913LSLRB 86d4e63d557e44029786b77c5bab0cb3
%d bloggers like this: