As notícias da Guarda mais perto de Si

Governo investe 6,7 Milhões em Habitação Social na Guarda

Publicidade

 

Publicidade

 

A Secretária de Estado da Habitação, Marina Goncalves, assinou na última semana de julho, mais um grande investimento para a Guarda em habitação Social.

 

A cerimónia de assinatura e homologação do acordo de colaboração entre o Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU) no âmbito do “1.º Direito – Programa de Apoio de Acesso à Habitação” e a autarquia Guardense ocorreu no passado dia 28 de julho durante a tarde, na Sala António de Almeida Santos, no edifício dos Paços do Concelho da cidade mais alta do país.

 

O IHRU, I. P (Instituto da Habitação e Reabilitação Urbana), no âmbito do 1° Direito – Programa de Apoio de Acesso à Habitação, homologou com o município da Guarda, um investimento de 6.700.000,00 €, para cumprir a Estratégia Local de Habitação da Guarda 2021.

Publicidade

 

Publicidade

Este investimento, vai abranger 331 pessoas, que se traduz em 109 famílias e, prevê a construção de 48 habitações e a reabilitação de 61 fogos no Concelho da Guarda.

 

O investimento do Governo na Guarda, vai permitir um investimento global de 6,7 milhões de euros, sendo 5,2 milhões de euros destinados à construção de prédios ou empreendimentos habitacionais e 1,5 milhões de euros para reabilitação de frações ou prédios habitacionais.

 

No seu discurso, a secretária de Estado da Habitação, Marina Gonçalves, valorizou os dois contratos hoje celebrados no município da Guarda.

 

A Secretária de Estado da Habitação, Marina Goncalves disse na Guarda ser “importante” que o “1.º Direito – Programa de Apoio de Acesso à Habitação” seja visto “como um programa perene, que fica no tempo, que se adequa àquilo que é a realidade de cada momento e que responde àquilo que são as necessidades a cada momento”.

 

“E, isto, diz-se relativamente ao programa 1.º Direito, como se pode dizer naquilo que é a resposta de arrendamento acessível para a classe média, para os mais jovens”, referiu.

 

Marina Gonçalves reconheceu, ainda, que, hoje em dia, o problema de acesso à habitação “é um problema que vai para lá das famílias com menores rendimentos”.

 

Publicidade

 

Publicidade
(Fim do artigo – www.guardanoticias.pt – As notícias da Guarda no Facebook e Twiter). G-WH913LSLRB 86d4e63d557e44029786b77c5bab0cb3
%d bloggers like this: